segunda-feira, 21 de abril de 2014

Capotira


Sempre gostei de monstros.

Desde que consigo me lembrar, os personagens da noite povoaram as histórias que escrevia e imaginava desde a infância.

Mas as bonecas da época, nas prateleiras das lojas, eram sempre Barbies.
Tive algumas delas quando guria.

Não vou entrar no mérito da discussão de padrões estéticos impossíveis e nas questões de construção de identidade e autoestima que a boneca levanta.

Essa postagem no entanto é, de certa forma, um memento.

Nessa época em que a febre das Monster High segue firme, decidi quase que por acaso, fazer uma versão brasileira.

O monstro folclórico que primeiro me veio a mente, claro, foi o Curupira.

Em traços leves surgiu a criatura que gostei de chamar de Capotira.

Como há muitas versões do Curupira, optei pelos olhos amarelos, que acho mais assustadores do que os demais.

No vestido de paetês discretos sobre o fundo preto (quase não dá pra ver nessa prévia) uma referência ao céu noturno. As sianinhas que me remetem aos vestidos de infância de muito tempo atrás vieram em um verde-neon-amarelado. No vestido, uma flor de maracuja doce em ramos enrolados.

Por que não consegui evitar, arrematei o desenho com um scarpin de solado vermelho em pés virados para trás.

...

Para encomendar um desenho personalizado entre em contato pelo E-mail.


...

Info: Monster High é marca registrada da Mattel. Essa arte é uma inspiração no estilo e na série e não tem fins comerciais.

Um comentário:

  1. Fantabuloso!! XD
    Realmente, Moster High te pega daqui, te pega de lá... e olha eu estudando tecidos pra virar a Draculaura!
    Adorei a Capotira! Acho que vou fazer uma Monster 'mulher-onça', que nem aquela que tinha na novela de antigamente...hm... como será que vai se chamar?? XD

    ResponderExcluir